Anúncio

Vem aí a maior atualização das redes Wi-Fi em mais de uma década


O Wi-Fi vai mudar e ficar mais seguro. A Wi-Fi Alliance, consórcio internacional responsável pela padronização das redes sem fio, iniciou a certificação do protocolo WPA3, que substitui o WPA2 usado desde 2004.

As alterações são graduais e devem levar alguns anos até chegarem a todos os usuários. Com as novas determinações da organização, dispositivos vão precisar ser atualizados para se adequarem às recomendações. A ideia é que as redes sem fio fiquem mais seguras com uma série de novas regras para elas.

Uma das mudanças do novo protocolo é uma maneira de dificultar que hackers acessem redes ao tentar adivinhar a senha várias e várias vezes. Para evitar que isso ocorra, o processo de autenticação vai ser bloqueado após um certo número de tentativas incorretas de login.

As informações que passam pela rede Wi-Fi também vão ser mais protegidas: a partir do momento que um hacker conseguir se conectar a uma rede, ele só vai poder conferir dados transmitidos após a entrada dele na rede, e o que aconteceu antes da conexão ser realizada não vai poder ser coletado.

Com a padronização finalizada, a Wi-Fi Alliance começa agora a certificar os primeiros dispositivos que estão de acordo com as novas regras. A expectativa é que esses aparelhos só comecem a ser vendidos nos próximos meses.

Em relação a aparelhos antigos com o protocolo WPA2, nada deve mudar: eles continuarão sendo compatíveis com redes WPA3 (assim como dispositivos WPA3 são compatíveis com redes WPA2), e alguns podem até receber uma atualização para se adequarem às novas recomendações. Isso vale tanto para roteadores Wi-Fi quanto para celulares e notebooks.

Via olhar digital
-publicidade-

Postar um comentário

0 Comentários