Anúncio

Xiaomi Redmi Note 7 pode não ser tão resistente quanto se pensava

A Xiaomi lançou recentemente um smartphone considerado de baixo custo: é o Redmi Note 7, que custa apenas US$ 150. O aparelho tem câmera de 48 megapixels e há a expectativa de que ele venda 1 milhão de unidades em apenas 30 dias. Contudo, parece que ele não é tão resistente quanto se pensava.


O Youtuber JerryRigEverything, famoso por testar a durabilidade de diferentes modelos, publicou um vídeo em que ele explora as fraquezas do dispositivo por meio de diversos testes de resistência. O que se pode notar, é que o aparelho é destruído com muita facilidade.

O teste revela que as partes mais frágeis estão em volta do botão de ligar e próximo à bandeja do chip. Isso mostra que, se o usuário estiver com o aparelho no bolso de trás e sentar-se sobre ele, sua tela será inutilizada. A parte de trás do aparelho é revestida com Gorilla Glass 5, mas isso não impediu de que ele se quebrasse em milhares de pedaços. Confira no vídeo a seguir:


O presidente da fabricante, Lu Weibing, compartilhou vídeos que mostram o Note 7 atado a patins, usado como tábua de cortar e até recebendo pisões. A ideia é mostrar o quão durável é o smartphone, mas o teste do JerryRigEverything provou o contrário. Essas situações raramente acontecem na vida real, mas é bom saber que o Redmi Note 7 não precisa de muito para se quebrar.

Xiaomi Redmi Note 7: ficha técnica
  • Tela: full HD+ de 6,3 polegadas, com resolução de 2340 x 1080 pixels;
  • Processador: Snapdragon 660;
  • Memória: de 3 GB a 6 GB de RAM;
  • Armazenamento: 32 GB ou 64 GB;
  • Câmera traseira dupla: 48 MP + 5 MP;
  • Câmera frontal: 13 MP;
  • Bateria: 4.000 mAh.
-publicidade-

Postar um comentário

0 Comentários