Anúncio

Desmanche do Asus Zenfone 6 mostra como funciona a câmera giratória


Depois de fazer um teste de durabilidade com a câmera giratória do Zenfone 6, o youtuber Zack Nelson, do canal JerryRigEverything, desmontou o aparelho da Asus para verificar os componentes que tornam o mecanismo da câmera resistentes o bastante para evitar danos à parte móvel do dispositivo.

Para ter acesso à câmera giratória, várias partes do aparelho precisaram ser removidas antes: o leitor de impressões digitais, o módulo do NFC, a bateria, uma placa de metal em volta do dispositivo giratório e a placa-mãe.


A surpresa é que a câmera e o motor giratório estão conectados a outra placa-mãe, abaixo da principal, no que Zack chama de “sanduíche de placa-mãe”. Depois de remover todas essas conexões e quase desmontar o celular por completo, o módulo com a câmera e o motor podem ser removidos do Zenfone 6.

Apesar de o módulo ser resistente, o reparo é classificado pelo youtuber como “difícil”, já que é necessário desmontar boa parte do telefone para remover o componente. A tela é colada na estrutura do aparelho, então não é fácil substituí-la.

Módulo de câmera passou pelo teste de durabilidade

Zack Nelson aprovou a durabilidade do módulo de câmera do Zenfone 6, depois de forçar, bater e até tentar arrancar ele fora com as mãos. Ao final do teste, aparentemente não houve nenhum problema com a câmera.

No máximo o celular enviou uma notificação para o usuário verificar se não havia nenhum obstrução no caminho da peça giratória, para que ela pudesse retornar à sua posição original.

O Zenfone 6 conseguiu trazer a qualidade da câmera traseira de 48 megapixels para uma selfie com esse mecanismo giratório. É uma boa opção para produtores de conteúdo que gravam vlogs, por exemplo, já que a filmagem pode ser em 4K.

O sacrifício, entretanto, é a resistência à água e poeira. Até agora, partes móveis parecem não funcionar muito com o isolamento dos elementos.

-publicidade-

Postar um comentário

0 Comentários